Traficantes assassinaram irmãs em Belford Roxo, diz suspeito preso à polícia.

Um suspeito preso na manhã desta quarta-feira (27 de agosto) contou a policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) que as irmãs Ariane Oliveira de Souza, de 18 anos, e Jéssica Oliveira de Souza, de 23, foram assassinadas por traficantes de drogas nas favelas da Guacha e do Gogó da Ema, em Belford Roxo. 

Sandro da Silva, o Gordinho, de 19 anos, disse ainda que não participou da morte das irmãs. Ele foi levado para a 54ª DP (Belford Roxo) e ouvido pelos agentes da DHBF na delegacia.

O suspeito foi preso durante uma operação do 39º BPM (Belford Roxo) no Gogó da Ema e na Guacha para tentar localizar os assassinos das irmãs. Sandro estava, segundo os PMs, com munição e um carregador. A ação já terminou.

Fotos: Site http://www.cruzdasalmasnews.com.br/
A polícia já sabe que Ariane e Jéssica saíram da Riosampa, em Nova Iguaçu, com três homens. Eles aparecem junto das irmãs em imagens gravadas pelos circuito de câmeras da casa de shows. Os corpos das irmãs foram encontrados abraçados, na madrugada de sábado (23 de agosto), numa rua de terra batida, na Av.Marcovadi, no bairro Nova Esperança, próximo ao Gogó da Ema. Uma das linhas de investigação é de que as irmãs possam ter sido mortas por engano.

Os agentes da DHBF planejam reconstituir os últimos passos de Ariane e Jéssica. Eles já sabem que as irmãs foram assaltadas na noite de sexta (22), quando estavam a caminho da Riosampa - as duas costumavam ir a pé até a casa de shows. Elas tiveram os celulares levados, mas não desistiram da noitada.
Fotos: Site http://www.cruzdasalmasnews.com.br/

Segundo o delegado Pedro Medina, titular da Divisão de Homicídios da Baixada, além das imagens, depoimentos de parentes, testemunhas e amigos das vítimas serão essenciais para se chegar aos criminosos.

Jéssica trabalhava como cabeleireira e era mãe de um menino de 8 anos. Ariane era estudante. As duas foram sepultadas juntas, na segunda-feira, no Cemitério Municipal de Belford Roxo (Solidão). Um ônibus saiu de Heliópolis, onde as irmãs moravam, com dezenas de moradores. Elas levaram tiros na cabeça. Exames do Instituto Médico-Legal (IML) indicarão se Ariane e Jéssica foram violentadas, o que é uma desconfiança da polícia.
Fonte: Extra / Editado por Notícias de Belford Roxo
Share on Google Plus

About Equipe Blog do Lote XV

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

CONHEÇA FLÁVIO SOUL